Sobre

“Não é gay se… – as exceções da metrossexualidade” tem uma página no Tumblr, onde imagens dos políticos são acompanhadas de frases espirituosas, que brincam com o termo “metrossexual”. “É incrível o que as pessoas falam, deixam de falar ou inventam para justificar algo que, na verdade, é de direito”, explica o promoter, acrescentando que a ideia do projeto surgiu enquanto percorria as redes sociais. “Sempre me deparava com um amigo postando comentários indignados ou compartilhando notícias sobre preconceitos sexuais que se desdobravam em leis ou atitudes agressivas”, conta.

Anúncios