Cantor gospel revela ser gay e lança álbum inspirado em Pabllo Vittar

Ex-cantor gospel Lucas Fernandes - agora é Lucas Miziony. Seus maiores ídolos são Beyoncé, Pabllo Vittar, Anitta, Ludmilla.

O cantor gospel Lucas Fernandes acaba de abandonar a carreira em igrejas para direcionar seus shows para um outro público. Agora, passa a se dedicar e fazer tudo que sempre quis: ser drag queen. Seu nome artístico passa a ser Lucas Miziony.

Ex-cantor gospel Lucas Fernandes - agora é Lucas Miziony
Ex-cantor gospel Lucas Fernandes – agora é Lucas Miziony

O primeiro álbum do novo gênero musical se chama Homem ou Mulher, retratando um pouco a sua vida de homem cis gay e um pouco como drag queen. Ao UOL, contou que vivia com uma máscara: “Agora quero mostrar que sou uma pessoa como qualquer outra. Quero quebrar esse preconceito”, disse ele, revelando ainda suas referências. “Minha referência sempre foi a Beyoncé. Também gosto de Anitta e Ludmilla”, explica.

Na entrevista, o artista contou que Pabllo Vittar foi quem o motivou a fazer o que realmente queria: “Quando apareceu a Pabllo, me apaixonei imediatamente. Percebi onde eu poderia chegar”. Lucas era membro da igreja Assembleia de Deus.

Seus álbuns no segmento gospel contavam com parcerias com Jéssica Augusto e músicas de autoria do cantor Anderson Freire. Sua agenda, de acordo com a publicação, contava com mais de 40 eventos entre o final deste ano e início de 2018.

Ele já havia se assumido gay para pessoas próximas há cerca de um ano. Sobre sua condição de servir a igreja, ele afirma que tentou o quanto pode: “Eu juro que tentei. Lutei muito contra mim para chegar até aqui”.

No entanto, ele se posiciona: “Deus me fez assim, e vou morrer assim. Não quero generalizar, mas na igreja existe muita gente sofrendo porque não pode se assumir. Tem gente que tem medo de perder a carreira, a posição. Muitos fazem escondido e, no culto, dizem que não pode fazer porque é pecado”.

Confira uma das músicas do seu novo estilo:

Com informações do TV Foco

Anúncios