Freddie Mercury teve romance com motorista no primeiro Rock in Rio, em 1985

Luiz Felipe Carneiro, o escritor de "Rock in Rio – A história do maior festival de música do mundo", destacou a passagem de Freddie Mercury no Rio em 1985

No livro “Rock in Rio – A história do maior festival de música do mundo”, o escritor Luiz Felipe Carneiro destacou a passagem de Freddie Mercury pelo evento em janeiro de 1985.

Segundo relatos, o vocalista da banda Queen visitou vários pontos gays do Rio de Janeiro e teria conhecido a Galeria Alaska e o restaurante La Mole. Também teve um caso com um motorista responsável pelo seu transporte no país. Não há foto do motorista, infelizmente. Nesta época, inclusive, ele namorava o Jim Hutton.

Luiz Felipe Carneiro também conta em seu livro uma cena pra lá de curiosa envolvendo o cantor de “Love of my life” e outros hits. Mercury teria implicado com Ney Matogrosso, Elba Ramalho e Erasmo Carlos. Os artistas brasileiros estavam no mesmo corredor de camarins do artista britânico, que implicou com a presença dos outros nacionais.

Freddie Mercury no Rio, em 1985

Freddie Mercury perguntou “Quem são?” para Amin Khader, responsável pela recepção do artista no evento. “São artistas do mesmo gabarito seu”, respondeu Khader. O líder do Queen retrucou no mesmo instante: “Não são, tanto que me conhecem, e não os conheço!”.

A primeira vez que Freddie veio para a América Latina, foi em 1981. Em sua passagem por Buenos Aires, ficou BBF de Diego Maradona.

Maradona no backstage com Queen
Maradona no backstage com Queen

 

Anúncios