Delegacia de polícia faz sucesso na web após selfie de policiais jeitosos

Foto teve mais de meio milhão de curtidas. O departamento de polícia precisou pedir para as pessoas não ligarem para o número de emergência sem necessidade

Uma foto publicada nas redes sociais do Departamento de Polícia de Gainesville, no estado americano da Flórida, resultou em uma campanha para que moradores não acionassem a polícia para xavecar os jeitosos policiais. Eles se preparavam para assumir o turno da noite e receberam milhares de comentários que elogiavam a beleza dos homens.

Os “policiais gatos”, identificados como Nordman, Hamill e Rengering, viralizaram pela aparência e desencadearam uma onda de brincadeiras na web. A publicação tinha 496 mil curtidas e 267 mil compartilhamentos até a manhã desta quinta-feira. Vários usuários, na maioria mulheres e até de outros estados, perguntaram que horas começava o turno da noite e cogitavam chamar o grupo para uma emergência “repentina”.

Policiais jeitosos
Olar

Ao perceber a reação nas redes, a assessoria da polícia editou a postagem e entrou na brincadeira. “A senhora Nordmane e a senhora Hamill gostaram de saber que milhões de mulheres estão enlouquecendo por seus maridos”, lê-se na postagem, que também confirma a solteirice do agente Rengering. O policial não comprometido seria incluído no “Serviço de Proteção às Coroas Predadoras” para sua segurança, brincou o departamento.

“Por favor, não liguem para o 911 e peçam este grupo para responder ao seu incidente”, frisou a polícia no Facebook, em gozação com um fundo de verdade.

O departamento ainda prometeu a realização de um calendário com os belos agentes, depois dos pedidos de internautas por uma sessão fotográfica do grupo. Segundo a polícia, a renda da produção será revertida à reconstrução de casas destruídas na passagem do furacão Irma na Flórida.

DECEPÇÃO COM UM DELES

Na quinta-feira (14), porém, o jornal “The Gainesville Sun” publicou uma matéria na qual apontava posts antissemitas encontrados no Facebook de Hammil antes de ele se tornar policial. O jornal recebeu prints dos posts, que também foram reproduzidos pela People, mas já foram apagados. A foto no perfil da polícia também não está mais disponível.

Na sexta, o Departamento de Polícia divulgou um comunicado informando que Hammil foi suspenso, mas continua recebendo salário, e que uma investigação sobre o caso está sendo conduzida em sigilo, de acordo com as leis da Flórida.

Em um comentário publicado em 23 de abril de 2013, Hammil escreveu: “Quem diria que ler piadas de judeus antes de ir para a cama não apenas faria eu me sentir melhor, mas também me ajudaria a dormir melhor. Aqui vai uma para todo mundo, ‘qual a diferença entre escoteiros e judeus?’ Alguém sabe? Bem, é que ‘escoteiros voltam de seus campos’”.
Em um post ainda mais antigo, de 24 de agosto de 2011, ele critica pessoas que “tiram vantagem do sistema” e, diz, não fazem nada pela economia enquanto esperam que o governo resolva todos os problemas. “Gente estúpida me irrita. Coloque-os em um forno e lide com eles à maneira de Hitler. Haha”, escreveu.


Com informações do G1, Estadão e UOL

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.