Concurso inspirado em RuPaul’s Drag Race celebra a cultura drag brasileira

O Brasil está vivendo o ápice da cultura drag queen com uma artista despontando no cenário internacional e quebrando recordes de visualizações e seguidores nas redes sociais. Personalidades bem sucedidas com talentos ímpares como a cantora Pabllo Vittar se tornam exemplos de superação do preconceito, representam a cultura LGBT e divulgam a arte drag queen, colocando em pauta discussões sobre gênero e identidade. Artistas como Pabllo, Gloria Groove e Lia Clark se tornam referências para jovens que encontram na cultura drag sua representação artística. Mas como ingressar nessa carreira?

Cover Julho

Aspirantes e drag queens podem apresentar sua arte e divulgarem seu trabalho através de concursos como a CoverGirl, projeto dirigido e apresentado pela drag queen Divina Raio-Laser. Em julho, o concurso comemora 3 anos com um número impactante: 300 drags já passaram pelo palco – o que evidencia o impacto que a cultura possui entre os jovens atualmente. A festa de Divina é responsável pelo lançamento de várias artistas na noite de São Paulo e de Porto Alegre – cidade onde a festa contou com algumas edições. “Tenho uma lista de espera com mais de 53 candidatas atualmente”, comenta a organizadora do projeto.

A festa estreou há 3 anos no Dia Internacional do Orgulho LGBT no antigo bar Anexo B com o intuito de celebrar a arte drag. A festa sempre conta com shows especiais, djs e hostess – todas drags, mostrando que o projeto não só valoriza a linguagem artística, mas projeta os profissionais que se dedicam a ela. “A representatividade não existe sem ocupação, por isso não posso fazer um projeto dedicado às drag queens com uma equipe que não seja drag.”, pontua Divina, que também é atriz, publicitária e palestrante.

A festa é livremente inspirada no reality show RuPaul’s Drag Race, que atualmente encerrou sua nona temporada apresentada pelo canal VH1. Ao contrário do programa norte-americano, o diferencial da competição brasileira é que não existe restrição de participantes: todo gênero é recebido e celebrado. Na competição, drag queens, lady queens e drag kings dublam pela coroa. A vencedora ganha o título de CoverGirl e inúmeros prêmios que dão suporte para que a artista continue com sua arte como um kit completo de maquiagem, uma peruca e um show na próxima edição. Além desses prêmios, a drag campeã ganha itens de marcas produzidas por drag queens como uma coroa estilizada Von Destroyer e bolsas artesanais costuradas pela drag Cacau Araújo. “O mercado drag vai muito além do entretenimento, estamos presentes no terceiro setor, comercializando produtos originais”, comenta Divina.

A próxima festa vai levar 18 drag queens ao palco e acontece dia 29 de julho, sábado, no Z Palco, em Pinheiros e o tema é especial All Stars, que reúne as vencedoras de todas as edições do último ano. O elenco de candidatas não conta apenas com drag queens, mas com uma drag king – artista, geralmente uma mulher que se veste de forma estilizada, exaltando elementos considerados masculinos – e uma lady queen – performer mulher que cria uma persona retratando estereótipos femininos. A arte drag começou com homens retratando estereótipos femininos, mas ultimamente mulheres também abraçaram a expressão artística, evidenciando que qualquer pessoa pode se montar e ser uma drag queen, “afinal nenhuma linguagem artística tem gênero”, comenta Divina.

CoverGirl por Carol Gonzalez

O que todos amam no concurso é conhecer novos talentos, drags que nunca tiveram a oportunidade de apresentar seu trabalho para o público, que vibra com as candidatas e torce junto. No final da competição, as melhores performances da noite são chamadas novamente ao palco para dublar todas juntas a mesma música. É o momento “Lip Sync For Your Life”. A festa é um “RuPaul’s Drag Race ao vivo!”, comenta a organizadora Divina Raio-Laser. O concurso é um passo para quem quer mostrar seu talento e as drag iniciantes não precisa estar apenas no palco, mas participando da festa – dando “aquele close” e fazendo networking com artistas do meio – como acontece em qualquer outro segmento do mercado. O importante é exaltar a diversidade e a liberdade de expressão!

SERVIÇO:
Data: Sábado, 29 de julho a partir das 23h
Ingressos: Lote 1 – R$25,00 / Lote 2 – R$30,00 Porta – R$40,00
Local: Z Palco, Av. Brigadeiro Faria Lima, 724 – Pinheiros – São Paulo/SP
Fone: (11) 2936-0934
O local possui área de fumantes e acesso a pessoas com deficiência

ELENCO COVER GIRL ALL STARS – 3 ANOS DIVINOS:

_APRESENTAÇÃO Divina Raio-Laser
_JURADA OFICIAL Penelopy Jean
_JURADOS CONVIDADOS Lorelay Fox e Edu e Fih Oliveira do Diva Depressão
_DJS Buba Kore, Halessia Rockefeller, Bianca DellaFancy e Filippa Chiquitita
_DIVINETES Paola Cadillac e Dora Escher
_HOSTESS Seelky, atual CoverGirl All Star
_CANDIDATAS Helena Black, Cherry Pop, Minerva, Myllena Vox, Leon Rojas, Verona Moon, Giselle Keller e Korona DrunkAss (CoverGirl Porto Alegre)
_PRODUÇÃO Liliane Pereira (Folk Produtora)
_ILUSTRAÇÃO Guillherme Mauad
_APOIO Skol, Vult Cosmeticos, Perucas Estoril, Von Destroyer, De Araque, Grupo Vegas, Cacau & Algodão, Tequilas Christine Chamaleon

Evento: https://www.facebook.com/events/1930722667165303
Vendas: http://www.livepass.com.br/event/cover-girl-z/

Redes proprietárias da festa:
https://www.facebook.com/festacovergirl
https://www.instagram.com/festacovergirl/

Anúncios
  • Anônimo

    Demais!!!!