Os bichos bichas ou os animais viados que não são veados da #ParadaSP 🌈

Gente, como lidarrrrrrrrrr com os bichíneos? Me senti a Tieta andando linda com essa cabra na rua:

asp20170618039
fup20170618217

frm20170618031pet-2pet-3pet-iwi

E esse aqui não tava na Parada, mas merece estar aqui:

18921877_1335987319771921_4183895097423566732_n
Fotos do G1

SOBRE A PRIDE

Parada do orgulho LGBT de São Paulo é uma parada LGBT que acontece desde 1997 na Avenida Paulista, no município de São Paulo, Brasil. Segundo a SPTuris (empresa estatal de turismo do município de São Paulo), a parada é o evento que atrai mais turistas à cidade de São Paulo. No Brasil inteiro, fica atrás apenas do Carnaval do Rio, quando se consideram os turistas internacionais. Segundo os organizadores, a edição de 2011 apresentou o maior número de participantes de sua história, tendo presentes estimados: 4 milhões de pessoas.

O evento conta com a participação da comunidade LGBT, simpatizantes e pessoas passam pelo local. Uma das principais reivindicações inseridas no evento tem sido o combate à LGBTfobia (tema recorrente desde 2006).

Em sua primeira edição, no dia 28 de junho de 1997, a Parada do Orgulho Gay reuniu cerca de 2 mil pessoas, com o tema “Somos muitos, estamos em várias profissões”. Em 1999, a ONG Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT), organizadora do evento, alterou o nome para Parada do Orgulho GLBT (gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transgêneros). Nove anos mais tarde, em 2008, a ONG alterou novamente a sigla para LGBT, a fim de promover maior visibilidade às lésbicas no movimento e também de padronizar o nome do protesto com os de outros países, adotando o nome Parada do Orgulho LGBT. Atualmente, a manifestação é considerada uma das maiores do mundo.

Anúncios