24 fotos de Brad Pitt para GQ

bloco tome conta de mim junho

A comunidade fotográfica abraçou diversas discussões no começo deste mês de maio a partir do ensaio feito para a revista americana GQ Style que estrelou Brad Pitt pelas lentes de Ryan McGinley. A revista levou os dois para uma viagem de carro por três dos grandes parques nacionais. Desse cenário foram produzidas 40 páginas de um portfolio com fotografias impactantes do ator, que falou sobre seu divórcio, perdas, paternidade e a sua forma de seguir em frente.

Brad-Pitt-GQ-Style-01-1024x684

O fotógrafo Ryan McGinley é americano e é conhecido por sua coleção fotográfica chamada “The Kids Were Alright” (As crianças estavam bem), um compilado de retratos de diversos jovens em seu estilo de vida. Segundo artigo da GQ de 2014, “a visão de McGinley evoluiu e se expandiu em uma onda de influência, afetando o visual da arte, publicidade, vídeos de música, filmes, até Instagram – e tornando-o indiscutivelmente o fotógrafo mais importante da América”.

Brad-Pitt-GQ-Style-04

Neste trabalho com Brad Pitt, em particular, o fotógrafo chamou a atenção do público com retratos que fogem do padrão e técnica fotográfica, mas que, ainda assim, são deslumbrantes aos olhos dos espectadores. Nas redes sociais as imagens repercutiram de forma a gerar boas discussões entorno das técnicas (não) usadas. O fotógrafo Lucas Roberto – mais conhecido como Bob, da Ana Aguiar Retratos – publicou no grupo Wedding Brasil no Facebook uma lista de regras quebradas nas imagens de McGinley e enalteceu a mudança na fotografia de moda.

Brad-Pitt-GQ-Style-05-1024x684

“Ao ver a postagem eu percebi que era um ensaio de moda, mas eu nem tinha visto as roupas! Comecei a avaliar as fotos tecnicamente e também percebi que o que ‘é certo’ em relação à fotografia foi totalmente ignorado em nome da arte, de mostrar o que estava acontecendo naquela hora, naquele lugar! Isso que me motivou a compartilhar o ensaio no grupo, porque acredito que a maioria das críticas em fotografias no mundo é justamente em relação à técnica, enquanto a verdadeira missão nossa como fotógrafos é contar histórias”, explica Bob, que diz ter ficado impressionado com as imagens e o sentimento envolvido nelas.

Brad-Pitt-GQ-Style-33

Aos olhos de Gustavo Franco, fotógrafo que também compartilhou a matéria e as imagens em seu Facebook, não há uma quebra de regras e técnicas fotográficas. “Vejo sim um conceito incrível criado como um todo para uma produção com storytelling, que com certeza teve briefing feito antes da matéria, o que faz vender com excelência as roupas que estão nela. Além da equipe, que coloriu vídeo e fotografia, e o fez de maneira moderna como poucos conseguiriam”, argumenta Gustavo.

Brad-Pitt-GQ-Style-06-1024x684

Na postagem de Bob os erros citados foram: foto tremida; desfocada e granulada; membros cortados; horizonte torto; horizonte cortando a cabeça; poses desproporcionais; distorção de lente; edições diferentes e luz direta forte. Alguns pontos foram levantados na discussão que rendeu cerca de 100 comentários. Um deles é que o reconhecimento de ‘beleza’ das imagens só aconteceu por ser um fotógrafo conhecido retratando um famoso. Se as fotografias fossem de um desconhecido, pelo contrário, elas seriam tidas como ‘erradas’ ou ‘fora do padrão’. Bob já descartou essa hipótese ao dizer que não conhecia o autor das fotos, e mesmo assim se encantou com cada uma delas: “Ninguém nasce famoso, provavelmente o mérito de fotografar essa sessão, com um dos atores mais famosos do mundo, se deu porque o fotografo segmentou o seu trabalho e está sendo reconhecido por isso”.

Brad-Pitt-GQ-Style-10-1024x684

A discussão sobre ter o conhecimento das técnicas para saber quando não usá-las foi bastante intensa também, muitas pessoas apoiaram isso e disseram, inclusive, que não se deve usar o termo ‘conceitual’ para justificar a falta de técnica. O fotógrafo Mauro Lainetti, conhecido pela pós-produção de suas fotos, também compartilhou o ensaio e falou sobre essa questão: “eu consegui ver tristeza, alegria, angústia, e pra mim passa despercebido cortes nas mãos, pés, regras de composição. Acho que a regra dentro da fotografia tem um papel muito importante, é preciso aprender a usá-las e poder quebrá-las”.

Brad-Pitt-GQ-Style-14-1024x576

A entrevista que acompanha as imagens foi feita por Michael Paterniti, no seu primeiro artigo para a GQ Style. Quando colocados juntos, o poder da imagem e do texto em afirmar os sentimentos do entrevistado é ainda maior. Gustavo Franco observa essa experiência como um todo, e aconselha os outros a fazê-lo também. “O primeiro ponto que gostaria de abordar é que precisamos entender o que está sendo contado. A maioria das pessoas acaba olhando a fotografia e esquecem de ler o texto de forma completa. Antes de tentar pensar sobre o que você viu nas fotografias que foram publicadas, você precisa entender o que fala o texto”, explica. E ao pensar nessa união de emoções que conta uma história, o fotógrafo também divide sua parte preferida do texto:

“GQ: Você se vê como uma pessoa bem sucedida?

BP: Eu gostaria de poder apenas mudar o meu nome”.

Brad-Pitt-GQ-Style-19-1024x684

Brad-Pitt-GQ-Style-03-683x1024Brad-Pitt-GQ-Style-09-683x1024Brad-Pitt-GQ-Style-13-684x1024Brad-Pitt-GQ-Style-21-1024x684Brad-Pitt-GQ-Style-22-683x1024Brad-Pitt-GQ-Style-23-683x1024Brad-Pitt-GQ-Style-24-683x1024Brad-Pitt-GQ-Style-25Brad-Pitt-GQ-Style-26Brad-Pitt-GQ-Style-27-1024x684Brad-Pitt-GQ-Style-30-683x1024Brad-Pitt-GQ-Style-31-683x1024Brad-Pitt-GQ-Style-34Will-Welch-Ed-Letter-GQ-Style-02Will-Welch-Ed-Letter-GQ-Style-04Will-Welch-Ed-Letter-GQ-Style-05Fonte: http://photos.com.br/brad-pitt-na-gq-discussao-tecnica-fotografica/

Anúncios