Um novo policial para chamar de seu: ‘Rodrigo Hilbert da Federal’

Esse é o terceiro personagem da Polícia Federal que causa alvoroço nas redes sociais. Loiro, com pinta de galã, o agente foi comparado ao ator Rodrigo Hilbert

policial-gato

Depois do “hipster da Federal”, o agente que ficou famoso nas redes sociais após escoltar o deputado cassado Eduardo Cunha no aeroporto de Brasília, outro policial galã chamou a atenção dos internautas nesta quarta-feira (10/5). Ele acompanhou o ex-presidente Lula até o prédio da Justiça Federal, em Curitiba, e a internet não perdoou.

Citado como “sósia” do apresentador e modelo Rodrigo Hilbert, o  Jorge Chastalo Filho trabalha no Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal (GPI).

Essa não é a primeira vez, tampouco a segunda, que um policial que participa das operações da Lava-Jato fica conhecido na web. Lucas Valença, o “hipster da Federal”, ainda faz sucesso na mídia, mesmo após sua aparição. Hoje, ele divide sua rotina atarefada entre a farda e os trabalhos como subcelebridade.

Sucesso na internet

A fama de Lucas cresceu, saiu do quadradinho e chegou às terras recifenses. O policial foi até um dos homenageados pelo bloco Passaporte da Folia, organizado pelo Sindicato dos Policias Federais de Pernambuco (Fenapef). Lucas se juntou aos outros bonecos do tradicional bloco, o Federal, a Federal e o mascote “Passaportezinho azul”.

Nilton Ishi, conhecido como o “japonês da Federal”, também foi lembrado no carnaval. Ele ganhou marchinhas que tocaram frequentemente na folia carioca. Condenado por envolvimento em crimes de contrabando, o japonês pegou quatro anos e dois meses de condenação no processo.

Como continuou trabalhando, a pena do ‘Japonês da Federal’ sofreu um abatimento – a legislação sobre execução penal prevê que a cada três dias de labor o réu é beneficiado com um dia a menos da pena.

Fonte: Correio Braziliense

Anúncios