Campanha é retirada do ar após público considerá-la “gay demais”

O filme da empresa de lubrificantes Boy Butter mostra o modelo vestindo um avental da marca e ensinando como utilizar um batedor de manteiga

butter

A nova campanha de “Boy Butter”, marca de lubrificantes, teve sua veiculação retirada dos intervalos da Comcast TV de Chicago, após espectadores a considerarem “muito gay”.

O filme, de 30 segundos, mostra o modelo vestindo um avental da marca e mostrando como utilizar um batedor de manteiga – instrumento que aparece no logo da empresa.

O comercial foi veiculado nos intervalos de programas como RuPaul’s Drag Race – reality show estrelado por drag queens – também no Canadá, em Los Angeles e em San Diego.

Para Eyal Feldman, fundador da Boy Butter, o banimento foi sexista e homofóbico:

“Minha esperança é que, continuando a ampliar os limites do que é aceitável e agradável na TV, a Boy Butter consiga criar um espaço onde homens gays possam assistir a si mesmos, não apenas nos programas que assistimos, mas também na publicidade que os patrocina.”

Este conteúdo foi publicado originalmente no site da AdNews.

Anúncios