Filho de casal homoafetivo dá lição contra preconceito no ‘Altas Horas’

20160406105048

No “Altas Horas” do último sábado (2), o carioca André Lodi foi convidado para falar da sua família, formada por ele, sua irmã e suas duas mães. Questionado pela plateia, o adolescente de 14 anos respondeu às dúvidas que envolviam sua rotina, educação, amigos e outras questões do cotidiano.

img_1_2_593

Durante a entrevista, um jovem da plateia causou polêmica ao fazer uma pergunta. “Mas quando você percebeu que tinha duas mães?”, questionou. Lodi respondeu: “Posso te fazer uma pergunta? O seu núcleo familiar, como é formado?”. “Normal, [tenho] pai e mãe. Desculpa, para mim, o normal é ter uma mãe e um pai, mas não que eu tenha algum preconceito”, tentou argumentar o outro adolescente.

Interrompendo a resposta do jovem da plateia, Lodi rebateu: “Ah, então, você está dizendo que a minha família não é normal?!”, e continuou: “Quando você percebeu que tinha um pai e uma mãe?”, respondeu o carioca, recebendo aplausos do público presente, até mesmo do garoto que havia feito a pergunta.

O episódio repercutiu nas redes sociais e André Lodi recebeu muitos elogios. “Um prêmio pra esse garoto no ‘Altas Horas'”, “Nossa mas esse garoto do arrasou demais” e “Deu um show mesmo o garoto… por uma geração menos alienada e mais antenada!” foram alguns dos comentários no Twitter.

Outros internautas já avaliaram de forma diferente. “Não gostei da grosseria desse menino na Globo” e “O LACRE do menino filho de casal homoafetivo foi tão desnecessário que até desconfio dele ser um tuiteiro” foram dois dos poucos comentários negativos nas redes sociais. Até uma página de apoio para o adolescente foi criada no Facebook. No Twitter, André Lodi esclareceu que sua intenção não foi humilhar o garoto que fez a pergunta, mas sim mostrar o seu lado e de muitas outras pessoas.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), conhecido por defender as causas LGBT, repercutiu o vídeo da participação do menino no “Altas Horas” em suas redes sociais. “‘Uma criança não pode ser filha e/ou criada por um casal homossexual porque vai crescer com problemas’. Em menos de 10 minutos o André Lodi desmonta essa e outras falsas certezas que são evocadas para negar o direito de todos nós termos as nossas famílias protegidas pelo Estado.” escreveu o político.

Vídeo: https://www.facebook.com/jean.wyllys/videos/1064736110241062/

Fonte: http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-2–13-20160404

Anúncios